11/11/2015 às 15:11 - Atualizado em 07/03/2016 às 14:56

Viajar de carro à noite requer atenção do motorista

Divulgação

 

Com as férias escolares se aproximando, muitos motoristas optam por tirar o carro da garagem e pegar a estrada com a família. Nessa hora, além da revisão em dia, os condutores que preferem viajar à noite precisam ter cuidado redobrado com um item em particular: o farol. 

Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) revelam 45,6% dos acidentes nas estradas brasileiras ocorrem entre as 18 horas e as 6 horas. Portanto, dirigir na escuridão requer do condutor menor velocidade e mais concentração. Além disso, as luzes dos veículos em sentido contrário podem ainda atrapalhar a visão periférica de quem dirige. 

Em alguns casos, os motoristas podem ficar "cegos" por um curto período de tempo quando encaram uma luz brilhante e demoram a se recuperar da cegueira, sobretudo os motoristas mais idosos. Por isso, a dica é usar os faróis altos apenas quando necessário. 

Caso não haja nenhum tipo de sinalização ou se o motorista desconhecer a estrada, ele deve manter uma distância maior e utilizar as luzes traseiras do carro da frente para se guiar. Esse método ajuda, por exemplo, a saber o sentido e a acentuação das curvas.